Caldas Novas: mergulhos quentes em águas calmas

Turismo » Goiás, Caldas Novas | Fonte: Conhecendo o Brasil, Editoria Férias Brasil
A variedade de doces e licores artesanais produzidos na região é um convite irrecusável para sair da dieta. Seguindo receitas tradicionais, as lojinhas de Dona Maria, Dona Ana e Dona Olga oferecem doces de leite, de frutas, compotas, cajuzinhos e bebidas que combinam baunilha, chocolate e pequi – fruto típico da região. As delícias são mimos perfeitos para agradar a amigos e familiares.

Rio Quente Resort – Parque das Fontes e Hot Park

Dezoito nascentes abastecem as diversas piscinas, corredeiras, toboáguas e lagoas do empreendimento, instalado no município de Rio Quente (31 quilômetros de Caldas Novas). O complexo, que conta também com hotéis e pousadas, é divido em dois espaços: o Parque das Fontes, com bares molhados, piscinas e espaços para descansar e relaxar que funcionam 24 horas por dia; e o Hot Park, mais radical, com corredeira e toboáguas, mas também com hidromassagem em banheiras de água quente, além da Praia do Cerrado. A “praia” tem areia branca e fina, coqueiros, nove tipos de ondas que podem atingir até 1,20m de altura, restaurante e bar aquático. Quer mais? O espaço oferece aulas diárias de surf!

Entre um mergulho e outro nas águas em torno de 37 graus, uma intensa programação movimenta os visitantes de todas as idades. Entre as atividades, hidroginástica, esportes terrestres e aquáticos, passeios a cavalo ou em pedalinhos, mergulho, trilhas e tirolesa. E mais: shows, apresentações teatrais e semanas temáticas – um dos destaques é o Festival das Nações, que homenageia os países através da decoração, da gastronomia e do folclore.

Lago de Corumbá

Além de abastecer a Usina Hidrelétrica de Corumbá I, o Lago de Corumbá é ponto de encontro dos praticantes de esportes náuticos. Com 65 quilômetros quadrados, é cenário para passeios de lancha, barco e jet-ski, que levam a cachoeiras e também a bares ao longo da “orla”. A pesca esportiva incrementa o movimento, principalmente quando há campeonatos.

Parque Estadual Serra de Caldas

Criado em 1970 para proteger o principal ponto de recarga do lençol termal da região, o Parque Estadual Serra de Caldas só foi estruturado para receber os visitantes em 1999. Em toda a sua extensão, que é de 123 quilômetros quadrados, as belezas da flora e fauna do cerrado brasileiro colorem o cenário. A reserva oferece duas trilhas – Cascatinha e Paredão, de níveis leve e intermediário – que levam a cachoeiras e a mirantes que descortinam bonitas paisagens a 1.043 metros de altitude. As caminhadas, que levam entre 1h30 e 2h30, só podem ser feitas com o acompanhamento de guias. Entre as recomendações estão o uso de sapatos apropriados e confortáveis, calças compridas e protetor solar. Lanche e sacos de lixo também são bem-vindos.

Lagoa Quente de Pirapitinga

As nascentes mais quentes do Brasil estão no Parque Aquático da Lagoa de Pirapitinga, cujas temperaturas ultrapassam a marca dos 50 graus. Por ali fica o Poço do Ovo, onde a água, bastante verde, chega a 57 graus. O nome vem do fato de muitas pessoas cozinharem ovos no local. Além do parque, repleto de piscinas com nascentes naturais, o espaço conta ainda com infra-estrutura para camping com banheiros, restaurantes, sauna, quadras e espaço para esportes radicais, como o arvorismo.

Doces e licores

A variedade de doces e licores artesanais produzidos na região é um convite irrecusável para sair da dieta. Seguindo receitas tradicionais, as lojinhas de Dona Maria, Dona Ana e Dona Olga oferecem doces de leite, de frutas, compotas, cajuzinhos e bebidas que combinam baunilha, chocolate e pequi – fruto típico da região. As delícias são mimos perfeitos para agradar a amigos e familiares.